terça-feira, 14 de maio de 2013

TRATAMENTO DO HIPERADRENOCORTICISMO CANINO

Autor: Michael E. Herrtage, MA, DVSc, DVR, DVD, DSAM, DECVIM, DECVDI, MRCVS

Department of Veterinary Medicine, University of Cambridge ; Cambridge, UK. 

1) A diferenciação entre o hiperadrenocorticismo (HAC) hipófise dependente ou o adrenal dependente é importante, a fim de proporcionar o tratamento mais eficaz para a doença. 

2) A determinação da concentração plasmática de ACTH no cão, é um teste confiável para diferenciar a causa hipofisária ou adrenal do HAC. Cães com tumores adrenais possuem concentrações muito baixas de ACTH endógeno ; casos de HAC hipófise dependente possuem concentrações no limite máximo da normalidade ou acima. 

3) O teste de supressão com dose alta de dexametasona foi muito usado para diferenciar a causa do HAC, mas é menos preciso que a ecografia abdominal ou a mensuração do ACTH plasmático. A dose alta de dexametasona inibe a secreção hipofisária de ACTH, suprimindo a concentração de cortisol sérico em aproximadamente 50% ou mais, no período de 4 horas, caracterizando o HAC hipófise dependente. 
Tumores adrenocorticais são autônomos, portanto, o cortisol sérico após quatro horas não é suprimido. 
Aproximadamente 20-30% dos casos hipófise dependentes, não ficarão com o cortisol suprimido com esse teste. 

4) Tratamento do HAC hipófise dependente. 

4.1) Trilostano: Interfere com a biossíntese dos esteróides adrenais. Após a administração via oral, o pico de ação ocorre em 110 minutos e diminui para a concentração basal em 18 horas. A dose é de 2 a 5mg/kg por dia, podendo ser ajustada de acordo com a resposta do paciente. O tratamento deve ser monitorado com o teste de estimulação por ACTH, após 2 a 4 horas da ingestão do trilostano e o cortisol após a estimulação deve situar-se abaixo de 120nmol/l. Alguns pacientes podem receber trilostano duas vezes ao dia. 
O trilostano deve ser utilizado com cuidados em cães nefropatas e o hipoadrenocorticismo ocorre com a superdosagem. Interromper o uso do medicamento deve ser suficiente para reverter o hipoadreno (avaliar hiponatremia e hipercalemia). 
Mulheres gestantes devem usar luvas e todos os outros manipuladores do medicamento , lavar as mãos. 
A sobrevida média dos pacientes após o início do tratamento com trilostano é de 662 a 900 dias. 
A ocorrência de efeitos colaterais com trilostano (16% dos pacientes) é menor do que com mitotano (25 a 42% dos pacientes). 
O efeito adverso mais sério do trilostano até o presente momento (Outubro de 2011), é necrose aguda da adrenal. A hipersecreção de ACTH aumenta o tamanho das glândulas adrenais, resultando em hemorragia e necrose. 
O uso do trilostano é associado com a presença de vômitos e diarréia em alguns cães. A melhor conduta diante desse fato é administrar os tabletes com comida ou trocar para um medicamento alternativo. 



A farmácia de manipulação drogavet manipula o medicamento.
www.drogavet.far.br
Semana que vem postarei a parte sobre o tratamento do hiperadrenocorticismo hipófise dependente com mitotano e outros medicamentos alternativos :) 



6 comentários:

  1. Olá, teria como vc me passar este artigo em PDF ou o link?
    preciso de artigos para meu TCC.

    Desde já agradeço!

    ResponderExcluir
  2. Boa noite doutor,
    Tenho uma cadelinha Poodle de 13 anos, a Mel que foi diagnosticada com HIPERADRENOCORTICISMO CANINO, já utilizando Trilostano de 15mg, 1 cápsula 1 vez ao dia, Mylanta Plus 3 ml 12/12hs, Lactulona 2 ml 12/12hs Legalon Xarope 3ml 12/12hs. Os remédios são de uso contínuo. Ela é tratada em uma clínica com médicos de alto nível a custo alto. Eu não me importaria em pagar se a Mel tivesse melhorado, mas ela já se trata por mais ou menos 2 anos e continua a mesma coisa. Ela engordou muito ou está inchada e sente muita falta de ar que me faz chorar por vê-la sofrer tanto. Quando ela dorme, fica tranquila, não sente falta de ar.O Trilostano que ela utiliza é feito em farmácia de manipulação Droda VET na Barra da Tijuca/RJ. Eu estou buscando socorro pela Internet e encontrei vocês e assim, estou solicitando ajuda, uma opinião, uma indicação de médico especializado no Rio de Janeiro. Por favor, a Mel sempre foi uma cadelinha serena e muito amorosa com toda a família. Nós a amamos muito, sabemos que ela é idosa, mas queríamos vê-la com qualidade de vida nessa fase de vida. Agradeço muito a atenção de vocês e aguardo retorno. Maria Luiza Costa França

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa-noite, no Rio de Janeiro indico a clínica Vetcare com a endocrinologista Dra. Flavia Tavares.

      http://www.clinicavetcare.com.br

      Excluir
  3. A MINHA CADELINHA DE 14 ANOS TEM DOENÇA DE CUSHING E TB CANCER NO FIGADO. COMERCEI HJ POR ORIENTAÇÃO DA ENDOCRINO A USAR TRILOSTANO 2XDIA + SILIMARINA 373 MG..+ URSACOL 150 MAS UMA AMIGA ME DISSE QUE PERDEU SUA CADELINHA POR USAR TRILOSTANO QUE PASSOU A FICAR ANEMICA ETC...ESTOU MTO INSEGURA...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa-noite, se a senhora procurou uma médica veterinária comprovadamente endocrinologista, creio que a sua cachorrinha está bem amparada. A síndrome de cushing é uma endocrinopatia que desestabiliza o paciente e as medicações possuem efeitos colaterais. O acompanhamento especializado é fundamental.

      Excluir